Quem sou eu

Minha foto
Vitória de Santo Antão, Pernambuco, Brazil
Sou metalúrgico aposentado,chaveiro autônomo, gosto de ler e escrever poesias. Visualizar meu perfil completo

domingo, 30 de dezembro de 2012



EU SOU VITÓRIA DE SANTO ANTÃO


Eu sou Vitória de Santo Antão,
Mãe de todo cidadão
Chamado vitoriense.
Eu gosto da minha gente
Trabalhadora e competente.
Alguns são mais pobres,
Mais fracos, menos inteligentes,
Porém não são menos importantes.

Claro que nem tudo
Pode ser um mar de rosas.
Sou uma cidade,
Não tenho vaidades,
Sei bem dos meus problemas
E das minhas dificuldades.

Sou Vitória de Santo Antão.
Vitória das tabocas.
Vitória da libertação.
Eu sou a sua Vitória
E faço parte da história.

Você que é meu filho, que nasceu aqui,
Cuide bem de mim, fale bem de mim.
Eu sou Vitória de Santo Antão.
Me carregue no coração.
Me limpe, me trate, me ajude,
Ressalte as minhas virtudes,
Perdoe as minhas fraquezas.
Afinal, saber amar, perdoar, ajudar,
É sinal de nobreza,
Faça isso por


             Egídio Timóteo Correia
                                      http//egidiopoeta.blogspot.com

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Por una cidade melhor - de Egídio T, Correia





POR UMA CIDADE MELHOR / 6


Por que droga, meu amigo,
Se você pode viver sem ela?
Por que gastar seu dinheiro
E tornar-se escravo dela?
Se além de ficar dependente
Ainda lhe deixa seqüelas.

Tanta gente neste mundo
Que venceu e é feliz
Na música, nos esportes, na vida,
E a droga nunca quis.
Por que só alguns precisam?
Responda a pergunta que eu fiz.

Você acha que tem lógica,
Uma planta ou pó ser mais forte
Do que um homem qualquer?
Ou que ela dá mais sorte
Quando a prova que se tem
É que ela só traz a morte?

Você acha, que é modernice
Ou que é inteligência
Usar uma coisa que causa
Em quem usa, dependência?
Pense você mesmo e responda
Para sua própria consciência.

Confie mais em você mesmo,
Se convença de que é capaz
De conseguir qualquer coisa
Naquilo que você faz,
E que você pode fazer tudo
Sem os efeitos que a droga traz.


Egídio Timóteo Correia

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Curioso por Egídio T. Correia.


   CURIOSO... CURIOSO 

É que nas nuvens que eu vou,
Você nunca vai chegar.
Solto minha alma no infinito,
E ninguém ouve o grito,
Do meu Tarzan gritar.

Curioso
Minha Jane me acompanha,
Meus desejos ela assanha,
Meus mistérios ela ganha,
Como prêmio por ir lá.

Curioso
No amor não há fronteiras,
Só existem mil maneiras.
Muito próprias, tão certeiras,
Deste jogo acessar.

Curioso
No meu verso, no meu tema.
No meu som, minha rima, e meu poema.
Ninguém manda, ninguém nada,
Ninguém rema.
Pois é único o meu mar.

domingo, 23 de dezembro de 2012

O CAPITALISMO É UM SISTEMA INTELIGENTE?


 Sobre o mensalão /5
      Qualquer pessoa, por mais bobinha que seja, sabe que tudo na vida tem um preço.” A gente paga para nascer e paga para  morrer” já disse muito bem o poeta.
      Apoio promocional, (através da  mídia), apoio financeiro e principalmente apoio político tem um preço. Ninguém ganha  uma eleição sem gastar tempo e dinheiro. Portanto, ninguém vai apoiar ninguém sem algo em troca.
   Quando o eleitor vota, ele também está querendo algo em troca. No mundo capitalista política também é negócio. Compra-se aqui e vende-se ali. Nem relógio trabalha de graça. Nem um galo canta de graça. No Brasil existem aproximadamente trinta partidos político, menos de seis deles tem chances de eleger um presidente do país. Estes partidos existem justamente para vender apoio político. Sem apoio não se governa, sem comprar não se tem apoio. Sempre foi assim, é assim,  continuará sendo assim. Qualquer pessoa  bem informada sabe disso. Fingir que não se sabe disso é pura fantasia demagógica. Ou venda de mercadoria falsificada.
  
     
 Na Roma antiga existia o seguinte o pensamento: “Aquilo que não é bom para o exame não é bom para a abelha” E mais, alguém já disse que “ a paz é  fruto da justiça social ” A pergunta é, o capitalismo selvagem se preocupa com isso? Existe algum capitalismo que não seja selvagem? O que parece é que na selva vidas se alimentam de vidas, nas cidades o capital se alimente de lucros. Em ambos os casos, a justiça, não importa na hora de satisfazer os apetites. O que importa no capitalismo é que os fins justifica os meios. E os fins são os lucros; não importa se justo, se ético, imoral, se animalesco ou selvagem.
   O capitalismo se diz responsável pelo progresso do mundo, será? O progresso que destrói o progresso e o próprio mundo, pode ser considerado progresso?
 Quem será mais civilizado, aquele que vive com o  suficiente para a sua sobrevivência, como os índios, ou quem ganha muito mais do que precisa e que destrói o seu próprio habitat?
   Nos consideramos animais racionais e mais inteligentes do que os outros animais. Consideramos a falta de inteligência como burrice, nos referindo ao animal chamado burro, mas o burro não usa cigarros, não toma cachaça, não usa drogas, não mata por preconceito, por inveja, por ciúmes, por ganancia, por fanatismo político, desportivo, ou religioso e principalmente não destrói o mundo em que vive para acumular riquezas momentâneas e passageiras. Eu não conheço regime político perfeito. Já que todos eles são idealizados pelos homens e suas imperfeições. Mas conheço aquele que me parece o mais vil e imperfeito. Onde muitas vezes o dinheiro vale mais do que o próprio homem. O sistema em que quem tem muito dinheiro pode tudo, e quem tem pouco ou nenhum vale nada. O sistema em que quem tem muito dinheiro, compra, corrompe, influencia através da mídia, para que os seus roubos sejam considerados legais e que o roubo dos outros sejam ilegais. Na selva propriamente dita prevalece a força bruta, no capitalismo prevalece a brutalidade do capitalismo.
OBS: Eu não sigo doutrina; comunista, monarquista, anarquista, nazista, militarista, absolutista, xiita, socialista, nem qualquer outro tipo de terminação “ita” só não concordo com uma sociedade onde poucos podem tudo e muitos podem nada. Nem posso achar que isso seja uma forma inteligente de vida. Até mesmo, porque na prática, tenho visto muitos gananciosos tornarem-se vítimas da própria ganancia.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Poema do fim do mundo - por Egídio T. Correia


Quando o mundo chagar ao fim
Eu quero está em paz com o mundo.
Não o mundo onde os outros habitam
mas, o mundo que habita em mim.
Não tenho medo do fim.
O fim fatalmente chegará
É o dia em que vão me levar
Onde todos irão findar.
Em mim eu não quero conflitos
Pois viver em conflito comigo
Esse sim, é o maior castigo
Muito pior que o fim.



quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Sem esquemas - Por Egídio T. Correia


Sou poeta 
Dos meus poemas
fujo sempre dos esquemas
Inventados, metrificados (...)
Poemas são sentimentos
Não cabem em metrologia.

Sou de fazer poesias
De poetizar o que sinto
Mas não invento nem minto
Mesmo quando estou mentindo.

Pra melhor compreensão
Sou reporte de coração. 

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Sobre o mensalão/5


 Sobre o mensalão /5
      Qualquer pessoa, por mais bobinha que seja, sabe que tudo na vida tem um preço.” A gente paga para nascer e paga para  morrer” já disse muito bem o poeta.
      Apoio promocional, (através da  mídia), apoio financeiro e principalmente apoio político tem um preço. Ninguém ganha  uma eleição sem gastar tempo e dinheiro. Portanto, ninguém vai apoiar ninguém sem algo em troca.
   Quando o eleitor vota, ele também está querendo algo em troca. No mundo capitalista política também é negócio. Compra-se aqui e vende-se ali. Nem relógio trabalha de graça. Nem um galo canta de graça. No Brasil existe aproximadamente trinta partidos político, menos de seis deles tem chances de eleger um presidente do país. Estes partidos existem justamente para vender apoio político. Sem apoio não se governa, sem comprar não se tem apoio. Sempre foi assim, é assim,  continuará sendo assim. Qualquer pessoa  bem informada sabe disso. Fingir que não se sabe disso é pura fantasia demagógica.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

INCÓGNITO - POR EGÍDIO T. CORREIA


Se eu não disser
Você me ouve?
se eu não escrever
Você me sabe?
Se eu não calar
Você me sente?
Poetizando
Você me entende?
Versos fazem frases
Parte do universo
De quem se cabe.


quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Por uma cidade melhor - de Egídio T. Correia





POR UMA CIDADE MELHOR / 5

Quem respeita as leis de trânsito
É pessoa inteligente.
Além de bem-informada
Também evita acidentes.

Pelas estradas da vida,
Cada um anda na sua,
O pedestre pela calçada,
E o carro, no meio da rua.

Pois quem sofre acidente
Pode ter perna quebrada.
Por isso, pedestre esperto
Só anda pela calçada.

Já quem é bom motorista
Dirige de cuca fria,
Não se irrita facilmente
E nem anda em correria.

Bom piloto de verdade
Não é cabra amostrado.
Não dá cavalo-de-pau
Nem dirige embriagado.

Se todos se respeitarem,
Seja de carro ou a pé,
Seja moço ou seja velho,
Seja homem ou mulher,
Não haverá acidentes
E nem uma morte sequer.

Todo mundo sabe o certo
E sabe o errado também,
Se todos agem direito,
Ninguém prejudica ninguém,
Não há carros nas calçadas
E na rua, pedestre não vai, nem vem.

A observação que eu faço
Não é lição de moral.
É apenas um apelo
De maneira fraternal
E por uma cidade melhor
Que é o nosso ideal.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Por uma cidade melhor




POR UMA CIDADE MELHOR/ 2
de Egídio T. correia 


O meu carro é o bom,
O mais charmoso,
O som do meu carro é o mais alto,
O mais poderoso.
Eu sou o tal,
O mais gostoso.
Onde eu paro, em qualquer boteco,
Em qualquer esquina,
Eu chamo a atenção, de qualquer menina.
Onde estou,
Ninguém precisa dormir,
Ninguém está doente,
Ninguém está triste,
Todos estão contentes.
Ninguém precisa estudar,
Ninguém precisa escrever,
Muito menos, assistir TV.
Pois é,
Eu sou o tal,
Pra mim tudo é carnaval.
Eu sou o quente,
Sendo ou não filho de papai,
Comigo ninguém pode, comigo ninguém vai.
E nem me preocupo
Se quando chego eu estou incomodo,
Aonde vou é como se dissesse:
Estou aqui, olhe pra mim, cheguei!
Eu tenho que aparecer,
Mas, por que será?
Coitado de mim!


                                                                          Egídio Timóteo Correia





terça-feira, 11 de dezembro de 2012

POR UMA CIDADE MELHOR


POR UMA CIDADE MELHOR/3
De Egídio T. Correia. 


Eu sou Vitória de Santo Antão,
Mãe de todo cidadão
Chamado vitoriense.
E como mãe,
Amo a todo filho meu,
Que, por sinal,
É irmão seu.
Também meu filho.
Mas, eu fico triste
Quando vejo a violência,
Quando vejo a desavença
Entre os filhos meus.
Fico chateada, desanimada,
E às vezes, enlutada,
Com a morte, com o adeus.
Lamento quando um filho se vai,
Quando, em brigas banais,
Alguém mata alguém morre.


Nada se ensina
A quem está morto.
Ninguém aprende quando morre,
Ninguém é forte se desacata.
E muito menos quando mata.
Forte, superior
É quem ajuda quem socorre,
Quem empresta a mão amiga.
Não quem insulta não quem briga,
Não quem mata seu irmão.
Bote isso no coração.
Faça isso por mim, que sou sua mãe,
Vitória de Santo Antão.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Sempre é bom lembrar de novo



POR UMA CIDADE MELHOR / 1


A rua é pública,
Ela pertence a mim,
Ela pertence a você.
A rua é nosso caminho,
Cuidemos dela com carinho.
A rua pode estar bem cuidada,
Ou maltratada,
Estar cheia de lixo,
Feia, esburacada, desajeitada.
As ruas são como as veias de uma cidade,
Carregam o sangue de sua gente.
De gente limpa gente sadia.
De gente suja gente doente.


Cidade limpa é cidade civilizada.

Se não sujar
Nem precisa limpar.
Limpeza não é só questão de beleza,
É acima de tudo, uma questão de saúde.
O que só depende de nossas atitudes.
Ratos, moscas, baratas
Não gostam de limpeza
E levam sujeiras das ruas pra sua mesa.

A responsabilidade é minha.
A responsabilidade é sua.
Cada um tem a cidade que merece
E a cidade que sempre quis,
Vamos cuidar de nossa cidade
E viver mais feliz...

Por Egídio T. Correia.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

A PALESTRA.

   Conta-se que um famoso palestrante foi convidado para falar sobre um tema muito importante para uma certa comunidade. Então, em seu gabinete de trabalho estava ele, formulando a maneira mais eloquente de passar e comprovar a  sua tese sobre o assunto. Quando de repente escutou  barulho de pneus freados vindo da rua e invadindo o seu jardim. Gritos de pessoas assustadas e uma criança chorando. o palestrante levantou-se e foi ver o que estava acontecendo. deparou-se com o seu filho, de seis anos de idade, assustado nos braços de uma pessoa e um carro  que tinha invadido o seu jardim destruindo suas flores mais preciosas, dentro dele um motorista trêmulo e igualmente assustado. Indignado o palestrante partiu para cima do motorista para esbofeteá-lo quando alguém o segurou dizendo-lhe  - Não faça isso, antes agradeça a esse motorista que foi muito hábil desviando o carro para o seu jardim,  mas, evitando de atropelar o seu filho que correu para a rua inesperadamente atrás de uma bola. Serenado os ânimos e tudo esclarecido o palestrante voltou para o seu gabinete afim de terminar o que estava escrevendo. O tema da sua palestra era A CALMA.           
como  diz a sabedoria popular "fácil é falar, difícil é fazer"

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Folhas do passado


A JANELA, ELA E EU / 10

Nas folhas do meu passado
Encontrei o beijo adoçado
Que um dia Emília me deu.
Ah que susto!
Minha mãe apareceu.
Ficamos desconfiados
Minha mãe teria notado
Quando o beijo aconteceu?
A janela, entre ela e eu,
Um de nós de cada lado,
E aquele beijo adoçado
Simplesmente aconteceu.

Foi um namorico apressado
Pouco durou o coitado.
Nas folhas encontro, guardado.
Em forma de verso anotado,
Aquele beijo adoçado
Que um dia Emília me deu.

Foi assim:
Um impulso descontrolado
Um desejo de cada lado
A janela; entre ela e eu,
Aquele beijo adoçado
Simplesmente aconteceu.
Foi-se o tempo,
Hoje tão longe,
Um de nós pra cada lado
É a distancia, entre ela e eu.
Mas, na folha está anotado.
Em forma de verso guardado
Aquele beijo adoçado
Que um dia Emília me deu.

                                                      Egídio Timóteo Correia

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Mensagem para um aniversariante qualquer


" Há homens que lutam um dia e são bons,
Há outros que lutam muitos dias e são melhores.
Há homens que lutam anos e são excelentes.
Mas...
Há os que lutam toda a vida,
E estes são imprescindíveis.
(Brecht)

Um grande abraço e feliz aniversário.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

VENHA (poesia) por Egídio T. Correia


Venha
Se aposse de mim.
Plante os seus sonhos
Nos canteiros do meu jardim.

Venha
Ultrapasse essa ponte,
Observe a água, observe o monte,
Nade e mate a sede na minha fonte.   

Venha
Se apodere dos meus pecados.
Conte os seus segredos,
Os seus dilemas e os seus medos.

Venha
Pode vir sem demora.
Venha mas quando quiser vá embora.
Volte quando achar que for hora.

Afinal, nas minhas páginas,
Às vezes claras, às vezes escuras,
Cabem risos, alegrias e  amarguras.

Mas venha
Aproveite esse entretenimento.
Divida comigo seu ser
E quem sabe? Aqui você encontre abrigo.
Prometo que estarei atento
E, dividirei contigo, os meus mais caros sentimentos.

domingo, 25 de novembro de 2012

Mensagens de outros blogs


http://2.bp.blogspot.com/-7gj_QrhD3_8/UK0Xzw0DIwI/AAAAAAAAQz4/8Vn31cudE1c/s320/gfgdf.jpg
Hoje vou detalhar mais sobre como a sensação de "não ser bom o suficiente" é criada dentro de nós. 

No caso da cliente em questão, vamos chamá-la de Adriana (nome fictício). Esse sentimento foi gerado a partir da relação com a mãe na infância, que nunca ficava satisfeita com nada que a filha fazia. Sempre que Adriana executava alguma tarefa em casa, fosse limpar, arrumar ou cozinhar, sua mãe acriticava dizendo que não estava bem feito e que ela não sabia fazer nada direito, e refazia a tarefa. Por mais que tentasse o seu melhor, a reação da mãe era sempre negativa. Nunca recebia elogios e incentivos. 

Com isso Adriana foi desenvolvendo problemas em sua autoestima, dificuldades de confiar em si mesma e nos outros, e uma sensação de não ser boa o suficiente. Quando internalizamos esses sentimentos na infância e eles não são curados, vamos projetar essa insegurança ao longo da adolescência e vida adulta trazendo problemas nos relacionamentos, vida pessoal e profissional. Foi o que ocorreu com Adriana. 

A sensação de não ser bom o suficiente normalmente surgirá na infância. A criança tem necessidade de receber amor, aprovação através de incentivo e elogios para desenvolver sua autoestima e amor próprio. Entretanto, na maioria das relações entre pais e filhos o incentivo e elogio são escassos. E para piorar o quadro, há bastante crítica, de forma direta ou indireta que leva a criança a baixar sua autoestima. 

Vou listar alguns tipos de situação que costumam gerar problemas no desenvolvimento emocional dos filhos: 

Cobrança excessivas - Pais muito cobradores dificilmente demonstram satisfação. Frequentemente demonstram estar decepcionados, irritados, frustrados com o que ele consideram falhas e erros dos filhos. Os filhos tentam agradar muitas vezes, mas raramente conseguem. O que os pais desejam com a as cobranças é incentivar o filho a melhorar. A intenção é boa. Mas, a mensagem que os pais passam, inconscientemente, é: você não é bom o suficiente. A criança se sente culpada e responsável pela eterna insatisfação dos pais. 

Comparações negativas - Isso ocorre quando dizem para a criança coisas do tipo: "você deveria ser igual ao seu irmão que é estudioso, educado, obediente...". O objetivo dos pais é incentivar, mas a mensagem que a criança recebe é: "meu irmão é melhor do que eu, tento e não consigo ser igual; não sou bom o suficiente; para ser amado e reconhecido pelos meus pais tenho que ser igual ao meu irmão". 

Elogios às pessoas de fora: Em algumas famílias, existe o hábito de encontrar qualidades nas pessoas de fora, nos filhos dos outros, e falar diante das crianças em casa. É uma comparação negativa velada. Assim, os pais tentam incentivar os filhos a melhorar e ser igual a outras crianças que consideram como exemplos. Mas o que esse hábito, aliado ainda a falta de elogio e incentivo em casa, gera na criança é a seguinte sensação: "todos são melhores do que eu; meus pais ficam satisfeitos com os outros, mas não comigo; não consigo agradá-los; não sou bom o suficiente...". 

Críticas e repreensões - Dar limites e ensinar a criança é bem diferente de criticar e repreender. Críticas e repreensões vêm normalmente carregadas de raiva, irritação e julgamentos que passam para a criança a mensagem de que elas não são dignas de receber amor, e que tem algo de errado com elas. Quanto mais baixa a autoestima dos pais, mais insatisfeitos eles são consigo mesmos e maior será a tendência em projetar essa insatisfação nos filhos, em forma de críticas e repreensões carregadas de emoções negativas. 

A habilidade de educar com amor e respeito a criança, e ao mesmo tempo firmeza e dose certa nos limites, está diretamente ligada ao nível de autoestima dos pais. Essa autoestima dos pais, por sua vez, está diretamente ligada à maneira como foram criados pelos seus pais. Nossa autoestima costuma ser bem parecida com a dos nossos pais etendemos, de modo inconsciente, a repetir o mesmo padrão de criar os filhos. 

Observe que a intenção dos pais é sempre a de incentivar a criança a ser uma pessoa melhor, mas acabam provocando sérios problemas de autoestima. Até mesmo aquele pai severo que bate no filho, faz isso por achar que é o melhor caminho, que e a única forma que funciona, e por não conhecer na prática nada diferente que realmente dê resultados. Normalmente o que esse pais pensam é: "fui criado dessa forma e hoje sou uma pessoa decente; filhos que não são criados assim, perdem o respeito e não crescem na vida; se eu não criticar, bater e repreender estarei incentivando meu filho a ser tudo que não presta; esse é o problema dos jovens de hoje..." 

Crianças e jovens que não respeitam ninguém, certamente não receberam limites de forma adequada pelo pais. Mas é plenamente possível educar de modo firme e com amor, sem precisar de violência (seja física ou emocional) para ter uma criança ou jovem bem equilibrado. Entretanto, conforme já dito anteriormente, normalmente somente pais com boa autoestima (e bem informados) conseguirão agir da melhor forma. Explicar esse tema em detalhes levaria algumas páginas. 

As emoções e impressões negativas das experiências que a criança passa vão se acumulando, dando origem à sensação de não ser boa o suficiente, além de vários outros pensamentos e sentimentos parecidos: "não sou competente; tudo que faço dá errado; não sou digno de receber amor; tem algo de errado dentro de mim; ninguém vai me amar (se nem meus pais me amaram...); tenho que agradar as pessoas; não consigo agradar ninguém etc.. E todos esses sentimentos, por sua vez, vão gerar diversos problemas na vida profissional e nos relacionamentos. 

André Lima - EFT
extraído do blog passarinho no telhado

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

POESIA - por Egídio T. Correia.

Olha eu por aqui
Procurando sorrir
Sem esquecer de chorar.
procurando sentir 
Nova brisa no olhar.
Quero ter meu por vir
sem esquecer de voltar.
Vou no fundo da alma
Ou profundeza do mar.
Vôo no tapete dos sonhos,
Esculpir nas estrelas
Uma imagem eterna
Para sempre lembrar.

Quem sabe um dia,
Nosso sol vai brilhar? 

domingo, 18 de novembro de 2012

Mensagem para um aniversariante qualquer.


Às vezes 
É preciso aprender a esquecer
Com a mesma velocidade
Com que se aprende a amar.

Um abraço e um coerente aniversário.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Sobre a saudade.


Fortaleci meu coração
Pra conviver com a saudade.
Por isso não sofro muito
se perder uma amizade.
fico longe de quem mais amo
Se perceber falsidade.



quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Sobre a fé



FÉ...

"Fé é acreditar no que não vemos,
 e a recompensa dessa fé 
é vermos aquilo em que acreditamos" 
(Santo Agostinho)

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

A farsa do mensalão

Dê-se a oportunidade de não ser manipulado(a), conhecendo o outro lado da história, para tirar as suas próprias conclusões. Tenho certeza que depois de ver o vídeo e ler o texto do Jornalista Raimundo Pereira, devidamente documentado, você 
não terá dúvidas de que o trabalho do senhor Joaquim Barbosa foi todo no sentido de atender aos interesses da grande mídia. Uma vergonha!
Veja, a seguir, os links do vídeo e da matéria:



• No vídeo o Jornalista Raimundo Pereira desmascara Joaquim Barbosa:
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=3c9pKoyoRX0

• Joaquim Barbosa inventou a viga mestra da tese do mensalão. Não houve o desvio de 73,8 milhões de reais do Banco do Brasil. Veja a matéria devidamente comprovada que derruba essa farsa:
http://www.oretratodobrasil.com.br/revista/RB_64/pdf/RB64_parcial.pdf


Egídio Correia Infelizmente existem pessoas que são iguais a ameba. amebas ao ser retiradas das fezes ela morre. esses amebianos subservientes odeiam o PT e o presidente LULA por ter tirado o brasileiro e o Brasil da miséria em que se encontrava. Em suas veias corre o sangue subserviência. Por isso sentem saudades de uma elite que governou e comandou o país por 500 anos defendendo apenas seu interesses. Lamentável, mas perfeitamente entendível.


terça-feira, 13 de novembro de 2012

Poesia (ROTUNDA) por Egídio Timóteo Correia


ROTUNDA

Eu estou feito uma rotunda
No alto dos prédios
No cume dos templos.
Deixo passa a luz
Deixo passar o vento.
Mas estou me construindo
Não sou oco por dentro.

Vou aguçando os sentidos,
Treinando meus sentimentos.
Envelhecendo aos poucos,
Curtindo o passar do tempo.
Meu caminho abriga meus passos
Me fecho pra escuridão
Me acomodo ao relento.
Mas pra você entra no meu mundo
Só com o meu consentimento.

Egídio T. Correia

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Kenny Rogers - LADY (Tradução)

Poesia (HOMEM) POR EGÍDIO T. CORREIA.



HOMEM


Homem quando quer vira peixe
Arma-se de nadadeiras, tubos de oxigênio,
Roupas especiais e visita o fundo dos mares.

Homem
Quando quer, vira pássaro.
De asas delta e aparelhos engenhosos,
Alça altura, flutua e sobrevoa,
Terras, mares e montanhas.

Homem
Cria a internet, diminui distância,
Escala montes, desliza na neve,
Desbrava florestas e muito mais.

Homem
Constrói pontes, edifícios, estradas,
Hidrelétricas, motores e máquinas.

Homem
Altera o clima, polui faz guerra,
Inviabiliza a vida,
Ama, odeia e é amado.

Homem é o templo de Deus,
É o templo do mal.

Homem
Foi, é, e sempre será:
Muito relativo, complexo e contraditório.  

                                                               
                        Egídio Timóteo Correia
                                   http//egidiopoeta.blogspot.com