Quem sou eu

Minha foto
Vitória de Santo Antão, Pernambuco, Brazil
Sou metalúrgico aposentado,chaveiro autônomo, gosto de ler e escrever poesias. Visualizar meu perfil completo

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

domingo, 24 de fevereiro de 2013

PRECONCEITOS



PRECONCEITOS.
Tempos atrás eu copiava as chaves de um freguês, (bem – vestido), quando  chegou uma senhora para afiar um alicate de unhas. Enquanto eu copiava as chaves e conversava com o freguês a senhora esperava. Eu percebi que ela além de escutar o que conversávamos, também observava minhas mensagens, pensamentos e poesias que eu costumo afixar no mural da oficina. O freguês puxou assuntos sobre futebol, eu dei a minha opinião, sobre politica, também dei a minha opinião, sobre religião idem. Ao terminar de fazer as chaves e o freguês ir embora, a senhora me perguntou “Quem é Egídio Timóteo Correia?” Eu respondi-lhe sou eu. Ela então perguntou “é o senhor quem escreve essas mensagens e poesias?” Eu respondi sim. Ela então comentou “ Eu vi o a sua conversa com aquele senhor, e toda pergunta que ele fazia o senhor desenrolava, o senhor não é muito sabido, para ser um chaveiro não?”.
Para esse tipo de pergunta eu escrevi o seguinte:

Chaves versus poesia

Quem disse que um chaveiro
Não pode ser um poeta?
Ou
Um poeta não pode ser um chaveiro?
Só por que
Chave não é poesia?
Ou por que
Poesia não é chave?
Pense bem!
Uma chave pode abrir uma porta.
Uma poesia pode abrir um coração.
Portanto,
Uma coisa tem muito a ver com a outra.
Além disso
Se você não pode ser
O que quer ser
Mais do que de você é,
Procure ser você mesmo,
Da melhor maneira possível
E seja feliz.

   Outro dia eu estava saindo da oficina quando encontrei um colega feirante. 
Ele olhou pra mim e disse; 
Olhar pra ir, estais parecendo um advogado, todo arrumado e de note book na mão!.”

Outra vez eu senti a necessidade de escrever o seguinte:

Quando se trata de preconceitos
Todos dizem que não os tem.
Mas na verdade
Não há quem não tenha os seus.

Alguns brancos têm com os pretos,
Alguns pretos têm com os brancos,
Hitler tinha com os Judeus.

Damas têm com prostitutas,
Cônjuges fiéis com os bígamos,
Os esguios contra os gordos,
Os crentes contra os ateus.

Na infância, na escola, no trabalho.
Algum tipo de preconceito
Todo mundo já sofreu.

Há preconceitos
Artísticos, futebolísticos, políticos...

Há preconceitos
Jovens, maduros, idosos, religiosos,
Bairrismos, regionalismos, capitalismo, comunismo,
Partidarismos...
Situação versus oposição,
Na guerra ou na paz - o ismo do extremismo
Sempre, sempre aconteceu.

Admitir ninguém quer.
Machistas nem feministas
Nem o homem nem a mulher.
Nem Amélia e nem Alfas
A hipocrisia camufla
Mas, “santinho” ninguém é.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

CVV - Centro de Valorização da Vida



CVV.
 Eu ganhei uma aprendizagem muito rica quando fui voluntário no centro de valorização da vida – CVV.  Lá tive a oportunidade de ouvir muitos desabafos e entender um pouco mais sobre o ser humano, esse animal tão contraditório.
Desabafo de filhos que se achavam órfão mesmo morando com seus pais. Diziam eles que seus pais lhes davam todo tipo de presentes e bens materiais. Mas o seu pai se preocupava tanto em ganhar dinheiro que se esquecia de lhes dar o que eles mais queriam a presença de pai. Do mesmo modo sua mãe se preocupava tanto com reuniões sociais, festas e salão de cabeleireiro que ele foi criado pela governanta e com pouco convívio com sua mãe.
Ouvia desabafos de esposas que dizia ter todo conforto material dado pelo seu esposo, grande empresário, mas, que tinha pouquíssimo tempo da presença dele em sua vida.
Ouvi muitos filhos que foram abandonados pelos pais quando ainda criança. Outros que se criaram apenas com mãe porque fora abandonado pelo pai. Muitos desses filhos criados sem o pai tinham muito desejo de reencontrar o seu pai mesmo tendo sido abandonados por ele.
Por outro lado, ouvi pais dizerem que quando seus filhos eram crianças fizeram tudo que estava ao seu alcance para dar o melhor que podiam para seus filhos. Comida, remédio, roupa sapatos, brinquedos, escola, enfim tudo que um pai pode e deve dá ao filho.
Muitos pais suportaram conviver com a falta de afinidades com suas esposas para não abandonar os seus filhos
Pais que tinham filhos empresários, engenheiros, advogados... e sentiam-se desprezados pelos seus filhos. Alguns pais já doentes, com tosses barulhentas, renitentes, eram colocados em cômodos no fundo do quintal para não fazer vergonha aos seus filhos quando esses filhos recebessem visitas importantes. Muitos filhos sentem vergonha de seus pais e os colocam em abrigos para velhos porque não o querem dentro de casa.
Outros pais que diziam, fiz de tudo para o meu filho estudar e se tornar doutor hoje ele sente vergonha de mim porque não tive a chance que ele teve de estudar e sou analfabeto.
Relato de pais que diziam meu filho ou minha filha, me disse que não é mais bebezinho, e que portanto, não precisa dos meus conselhos e que eu não devo me meter em suas vidas. Entretanto, meu filho empoe condições para gostar de mim. Ou eu me comporto como ele acha que eu devo ser ou ele me repudia.   
Ouvi desabafo de pais que diziam quando meu filho era novo eu fiz de tudo para ficar ao lado dele, hoje, qualquer desentendimento que eu tenho com a mãe dele ele se volta contra mim, como se só a mãe dele fizesse parte de sua geração e criação. Há filhos que até expulsam o pai de sua própria casa
.Mas, ouvi também choro de filhos desesperados, porque segundo eles, não souberam compreender o seu pai ou sua mãe enquanto estavam vivos, e, que sentem sua falta agora que eles estão mortos.
Para resumir, o CVV me ensinou muita coisa e enxergar melhor o ser humano em muitas de suas nuances tão complexas e contraditórias. E até me preparou para algumas possíveis situações que poderei enfrentar algum dia.
 Obrigado CVV pela minha aprendizagem de vida.

Torcida do Corinthians


Os tempos estão mesmo mudados
antes os loucos atiravam pedras
agora atiram sinalizadores.
vala-me Nossa senhora!

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Meu perfil


 PERFIL POÉTICO

Sou poeta
Mas não sou bobo.
Sei amar e ser amado.
Sei respeitar
Mas exijo ser respeitado.
Gosto de trabalhar e,
Com meu trabalho
Sempre ganhei os meus trocados.
Sei comprar e sei vender
Mas não gosto de fiados.
Não gosto de incomodar
Nem de ser incomodado.
Não gosto de bajular
Nem de ser bajulado.
Gosto de ser autêntico
Às vezes – sou mal interpretado.
Se você não gostar de mim
Não tem problemas
Procure outro felizardo.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Cordel do contraditório parte 2 (Egídio T. Correia)



CORDEL DO CONTRADITÓRIO/2

Tem gente vivendo no mundo
Coberto de ilusão
Faz da sua própria vida
Verdadeira competição
E pra conseguir o dinheiro
Mata até o seu irmão.

Do dinheiro não sou escravo
O dinheiro é escravo meu.
Porque eu nunca vi o dinheiro
Ajudar a quem morreu
Só enquanto a vida existia
O dinheiro lhe pertenceu.

O dinheiro compra o luxo,
Poder, fama e vaidade.
Mas o dinheiro não compra
Amor nem felicidade
Não compra a vida de volta
Nem tampouco a mocidade.

Por isso não quero ganância
Nem acumulo de riqueza
Que a morte me levará
É minha única certeza.
A morte leva o rico
E quem vive na pobreza.

A morte leva o famoso
Leva o feio e o bonitão.
Leva a mulher muito linda
Quem tá certo ou sem razão.
Quando vem não manda aviso
Nem quer dá explicação.

Quem se julga muito esperto,
O arrogante, o vaidoso.
Quem não tem poder nenhum
Quem é muito poderoso.
Quem tem um caráter certinho
Ou caráter duvidoso.

Sei que a morte é democrática
E não discrimina ninguém.
Leva quem está velhinho
Mas leva o jovem também.
Leva o homem do mal
E leva o homem do bem.

Por isso eu estou vivendo
Conforme posso viver.
Não quero ser um covarde
E nem matar ou morrer.
Não me julgo herói nem bandido
Nos meus 70 anos vividos
Aprendi o que pude aprender.

VERDADES


TUDO BEM!
você pode está totalmente certo
E eu completamente errado.
Mas lembre que o mundo gira
E até o sol muda de lado.
A história tem versões diferente
Para alguns significados. 
(Egídio T. Correia) 

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Por Egídio T. Correia.




PERIGOS DA INTERNET

Vi teu rosto na internet
Mas não vi teu coração
Apaixonei-me por teu rosto
E sofri desilusão.
Por isso é que se diz:
"Quem ver cara não ver coração".

Amor à primeira vista 
Não passa de fantasia 
"amar se aprende amando"
Como o poeta dizia.

Devemos ficar espertos.
Internet
Nem tudo é só verdade.
Use-a com moderação
Não se embriague com falsidades.

As promessas de beleza
Que no teu rosto eu via
Não mostrou-me a falsidade
Que por dentro tu trazias.

Agora estou mais esperto
Ficarei de olhos abertos
Com as coisas da WEB.
Pois se eu der um vacilo 
Comprarei gato por lebre.

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Mensagem para uma mãe ausente



MÃE SEMPRE-VIVA



Do teu ventre
Brotaste filhos
Do teu corpo
Brotaste sementes.
Hoje que te foste,
Brotas saudades
De quem tua falta sente.


Quando em vida
Foste o paraíso dos que te amam,
Foste o consolo foste amizade.
Hoje eis lembranças,
Viverás sempre
Por dentro de quem sente saudades.


Teu corpo não gerará filhos,
De ti não sairá sementes,
Mas tua alma continuará presente
E o teu amor gerará saudades.


Segue em paz com tua missão cumprida
Deste a vida, criaste e educaste.
Por isso viverás plenamente viva,
Com doces lembranças
E eternamente
SAUDADES

                                             Egídio Timóteo Correia

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Vale a pena publicar de novo


ATENTAI BEM!


Mais do que a bajulação
Vale a coerência.

Mais do que os sonhos
Vale a persistência.

Mais do que a fé
Vale a ciência.

Mais do que a alegria
Vale a eficiência.

Elogios agradam
Mas só a verdade nos traz a experiência.

Se um dia o mundo tiver que salvo
Será pela competência
Jamais pela benevolência.

Para isso
Atentai bem, atentai bem!


                             Egídio Timóteo Correia  
                           http//egidiopoeta.blogspot.com

sábado, 2 de fevereiro de 2013

VALE A PENA PUBLICAR DE NOVO



RECEITAS

Dizem por aí tantas coisas
Há quem fale mais do que pensa.
Uns, da vida são apaixonados
Outros, fanáticos por suas crenças.

Há quem diga que amar é pecado
Outros que, quem ama deve ser perdoado.
Mexericos e conversas fiadas
Etiquetas que não levam a nada.

Cada um sabe o que tem dentro de si
Qual hora de chorar ou sorrir.
Ninguém pode fechar ou abrir
Portas de corações retrancados.

Ninguém tem procuração pra sentir
O que os outros têm no peito Guardado.

Pensem e digam o que quiserem de mim.
Vou vivendo minha vida assim.
Só não posso viver em função do que pensam
Ou digam que eu estou certo ou errado.

Já quiseram me ensinar a viver,
Já quiseram me fazer aprender
O que acham ser certo ou errado.
Mas no dia que eu tiver de morrer
Com certeza ninguém vai querer
Ir pra cova no caixão ao meu lado.